contato@babiloniaeditorial.com.br

Férias e pré-Carnaval, mas é tempo de se atualizar

Por Clara Wardi

O curso de Formação de Editores é oportunidade para se capacitar em conteúdo editorial, desenvolver habilidades textuais, saber de tendências e dar um up grade no currículo

Quando entrei para a graduação de Jornalismo na ECO/UFRJ, em 2014, percebi que a vida profissional era bem diferente do que imaginava. Descobri que a faculdade nos dá apenas um norte do cenário profissional e uma preparação básica para experiências no ramo. Na vida universitária, o lance é aproveitar o tempo livre para investir na carreira profissional. Cursos livres durante as férias ajudam a ficar por dentro das tendências do setor, dar um up no currículo e fazer contatos profissionais.

formação-de-editores-2
Desenvolver expertises em conteúdo

Estabelecer diálogos com profissionais experientes é uma boa maneira de se perceber, se lapidar e, de quebra, otimizar o tempo ocioso. O curso Formação de Editores, ministrado pela Michelle Strzoda, da Equipe Babilonia, preenche o espaço que a nossa formação universitária tem dificuldade de chegar e é um catalisador para quem já está no mercado, mas precisa daquele empurrãozinho e se atualizar.

Em um sábado intenso de debates e interações dinâmicas, com cases nacionais e do exterior (yes!), debates e diagnósticos sobre experiências de mercado, o curso sugere conteúdos sob diferentes perspectivas.

O objetivo é aprimorar os participantes na área de conteúdo, com destaque para as expertises essenciais a quem precisa dar conta dos mais diversos tipos de materiais editoriais: editores, jornalistas, blogueiros, escritores, tradutores, revisores, profissionais de marketing, entre outros.

Por dentro da Babilonia

Conheci a Babilonia folheando a revista Piauí – para onde a empresa presta serviço de… conteúdo. Fui navegar nas redes sociais babilônicas e, num belo dia, vi que tinha aberto vaga de estágio. Enviei meu currículo segura de que era um lugar que gostaria de trabalhar: valoriza cultura, tem design inovador, é completa em suas atividades e ainda trabalha com quem anda escrevendo coisa boa aqui e agora. Fui contratada. \o/\o/\o/

Além desses pontos, as orientações que recebo me ajudam a desenvolver mais autonomia para elaborar projetos pessoais. No meu caso, como estudante de Jornalismo, saber trabalhar com as palavras é essencial. No dia a dia, percebo que mexer com conteúdo é estar por dentro de todas as condições que envolvem o material editorial. É saber dos autores, ideias, termômetro do mercado, assuntos em debate, relevância social, cultural e econômica. Esses conhecimentos aplicados em livros, revistas e até de postagens em blogs e redes sociais são um aprendizado que, por exemplo, o curso oferece.

Parodiando uma música do Gil, pode ser interessante estar nem tanto de férias assim e construir as próprias trilhas na produção de conteúdo. Se você é apaixonado por texto, por ideias, livros e personagens, como eu, vem com a gente.

Clara Wardi

É estudante de Jornalismo da ECO|UFRJ e pesquisadora na área de sociologia e comunicação. Fez intercâmbio social para a Colômbia, onde trabalhou na Fundação Formar Estructuras dando aulas de cultura brasileira para crianças e debatendo empoderamento feminino com suas mães. Integra o coletivo carioca Feminicidade e colabora para a revista “Viração” e Agência Jovem de Notícias.

Apaixonada pela cultura brasileira, tem um caso sério com a literatura e música dessa terra, além de querer experimentar tudo o que vem dela: frutas, comidas, histórias, cheiros e ritos. Acredita que o jornalismo está longe de acabar e se interessa pelos formatos literário e etnográfico. A América Latina e a fotografia estão entre suas preferências, assim como a dança e o café.

Tags:

Leave a Comment